mais sobre mim

recentes

Sporting conquista Supert...

Taça de Portugal: Final

Taça de Portugal: Meia Fi...

Taça de Portugal: Sorteio...

Taça de Portugal: Sorteio...

Taça de Portugal: Três "G...

Taça de Portugal: Três "G...

Taça de Portugal: Sorteio...

Taça de Portugal: Três "G...

Taça de Portugal: Sorteio...

arquivos

pesquisar

 

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30



Google






tags

todas as tags







Quarta-feira, 20 de Agosto de 2008

Sporting conquista Supertaça

Supertaça Cândido de Oliveira

 

O Sporting venceu pela segunda temporada consecutiva a Supertaça Cândido de Oliveira, confirmando a superioridade em jogos desta competição diante do FC Porto. Djaló bisou na partida e fez o resultado final do encontro, num jogo em que nenhuma das equipas realizou uma boa exibição e em que a eficácia sportinguista decidiu a entrega do troféu.

Sporting e FC Porto apresentaram-se no Estádio do Algarve desfalcados de algumas das suas peças mais influentes, e iniciaram a partida com esquemas distintos. Os leões, em 4x4x2, apresentaram Rui Patrício na baliza, atrás de um quarteto defensivo composto por Abel, Polga, Tonel e Caneira, o meio campo alinhou com Moutinho, Rochemback, Izmailov e Romagnoli e o ataque esteve entregue a Djaló e Derlei. Nos dragões Hélton foi titular, Sapunaru, B. Alves, Pedro Emanuel e Benitéz formaram a defesa, o meio campo foi composto por Meireles, Guarin e Lucho, e as despesas do ataque estavam entregues a Rodríguez, Lisandro e Farías.

O Sporting começou melhor o jogo e apesar de não criar situações de golo era a equipa com maior qualidade na troca de bola. No entanto os campeões nacionais foram equilibrando a partida e aos poucos iam ameaçando Rui Patrício com algumas situações de perigo, com destaque para um grande remate de Lucho González ao poste esquerdo da baliza adversária aos 32 minutos. Ambas as equipas procuravam chegar ao golo e o encontro estava aberto, com Djaló e Derlei a colocarem em sentido a defensiva portista através de boas desmarcações, enquanto do lado contrário Lucho e Rodriguéz eram as peças em melhor nível.

Já perto dos 45 minutos, uma boa jogada pela esquerda por parte do Sporting deu o primeiro golo. Romagnoli combina com Abel e desmarca Djaló que beneficiando de um ressalto em Benitéz, recebeu a bola dentro da área e rematou para o fundo das redes de Hélton. Apesar do equilíbrio registado durante grande parte da primeira parte, foi a eficácia do jovem avançado do Sporting a definir o marcador ao intervalo.

A segunda metade começou com o FC Porto a tentar reagir à desvantagem, com um maior pendor ofensivo e aos 56 minutos Farías deu lugar a Hulk, com Jesualdo Ferreira a procurar tirar partido da criatividade o do atacante brasileiro. No entanto logo no minuto seguinte, depois de mais uma jogada em que beneficiou de alguns ressaltos de bola, Djálo surgiu isolado frente a Hélton e fez o 2-0, resultado muito penalizador para a formação portista.

O FC Porto continuou na procura do seu primeiro golo e o Sporting adoptou uma toada de maior contra-ataque, e Lucho González teve mesmo nos pés uma grande oportunidade para reduzir o marcador aos 72 minutos, mas falhou uma grande penalidade assinalada por Carlos Xistra depois de uma mão na bola de Caneira dentro da área. Rui Patrício defendeu o remate rasteiro do capitão portista, e a manutenção do resultado funcionou como um duro golpe na ambição dos jogadores do FC Porto. Os dragões não mais foram capazes de jogar com a cabeça e a vitória do Sporting foi então um dado praticamente adquirido.

Está entregue o primeiro troféu oficial da temporada 2008/09, e mais uma vez o Sporting inicia a época da melhor forma, derrotando o campeão nacional.

 

 

Fonte: zerozero

publicado por desporto-global às 16:22
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

Taça de Portugal: Final

  Final

 

Vs


O Sporting conquistou a Taça de Portugal pelo segundo ano consecutivo ao derrotar o FC Porto por 2-0, com os golos a serem apontados por Rodrigo Tiuí aos 111 e 117 minutos.

O Sporting iniciou mais pressionante e melhor conseguindo criar, nos primeiros cinco minutos, duas situações de perigo para a baliza de Nuno, com destaque para o lance em que Derlei surge isolado e Nuno realiza uma excelente defesa. O FC Porto começou o jogo muito lento e com os seus jogadores a demonstrar algum individualismo.

À passagem do primeiro quarto de hora mais uma grande oportunidade para o Sporting, e outra vez por Derlei, que surge isolado frente a Nuno mas o guardião portista consegue efectuar mais uma grande defesa. Até agora o Sporting tinha 5 remates à baliza contra nenhum dos campeões nacionais.


Só aos 26 minutos surge o primeiro remate à baliza por parte do FC Porto, com Lisandro a cabecear para a baliza leonina, depois de um bom cruzamento de Ricardo Quaresma do lado direito.


Este lance parece ter espevitado um pouco os jogadores do FC Porto, que começaram a mostrar querer dominar as operações no meio-campo. Aos 34 minutos Mariano Gonzalez efectua uma grande arrancada, passando por alguns jogadores contrários, e desmarca Lisandro Lopez, que à saída de Rui Patrício, não consegue bater o guardião leonino.


Aos 39 minutos o Sporting chegava ao golo por intermédio de Romagnoli, mas o lance foi prontamente anulado pelo árbitro assistente por fora de jogo do jogador leonino, num lance que deixou grandes dúvidas.

 
Para a segunda parte o FC Porto entrou melhor e começou desde logo a comandar as operações no meio-campo, com o Sporting manter a pressão e nunca deixou de chegar com relativo perigo à baliza de Nuno Espírito Santo. Porém o jogo ia entrando numa toada morna, com as equipas a cada vez arriscarem menos no ataque.


Aos 70 minutos uma sequência de lances que podem ter tido influência no resto da partida. Primeiro, Lisandro entra na grande área leonina e quando Tonel chega para fazer a dobra, o argentino cai na área, ficando os jogadores portistas a reclamarem uma grande penalidade, mas não houve falta nenhuma. Na sequência da jogada, João Moutinho comandava um contra-ataque e João Paulo tem uma entrada a pés juntos sobre o médio leonino, que o árbitro sancionou com o cartão vermelho para o defesa azul e branco.

A partir deste momento, com o Sporting a não conseguir tirar dividendos do facto de alinhar com mais um jogador, não houve nenhuma oportunidade de golo, nem mesmo lances de perigo, e chegou-se ao final dos noventa minutos regulamentares.

A primeira parte do prolongamento começou logo com uma jogada de perigo por parte do Sporting, com a bola a entrar mesmo na baliza do FC Porto, mas o árbitro já tinha interrompido o jogo por jogo perigoso de Derlei que ao tentar um pontapé de bicicleta, atingiu na face Pedro Emanuel.


O Sporting ia, sem dificuldades, jogando sistematicamente perto da área do FC Porto, mas sentia grandes dificuldades para entrar no último reduto portista. Aos 110 minutos, Rodrigo Tiuí aproveitou um erro de um jogador contrário e rematou à entrada da área, a bola passou a centímetros do poste esquerdo da baliza de Nuno.


Aos 110 minutos de jogo surge o golo do Sporting apontado por Rodrigo Tiuí, que depois de rematar a bola esta embate em Pedro Emanuel, trai o guarda-redes do FC Porto batendo na trave e entra na baliza portista.

Com o golo sofrido o FC Porto arriscou tudo para chegar à igualdade, e Bruno Alves foi-se colocar como ponta-de-lança. E foi com Bruno Alves na frente do ataque, que o Sporting chegou ao segundo golo outra vez por intermédio de Rodrigo Tiuí que aproveita um corte incompleto de Lino, para efectuar um pontapé de bicicleta bater Nuno pela segunda vez.

O jogo chegava ao fim com o Sporting a conseguir conquistar a Taça de Portugal pelo segundo ano consecutivo, não permitindo ao FC Porto juntar ao título a conquista da Taça de Portugal. 

publicado por desporto-global às 19:33
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Taça de Portugal: Meia Final

    Meias-Finais



Vs 


O FC Porto venceu o V. Setúbal no Bonfim por 0-3.


O jogo apresentava um cardápio interessante, ou seja, o 5º classificado iria receber o 1º classificado e tudo indicava que seria um bom jogo e difícil para ambas as equipas.


Mas a equipa do Sado nunca foi capaz de criar dificuldades ao FC Porto, sendo por isso o resultado justo face ao que decorreu no relvado.


Ao contrário do que se esperava, os campeões nacionais obtiveram uma vitória tranquila e algo expressiva. Os golos foram apontados por Jorginho (37 minutos pb), e por Lucho Gonzalez (51 e 60 minutos).


Vs

 

Num jogo digno de uma final, o Sporting venceu o Benfica por 5-3 qualificando-se assim para a final da Taça de Portugal. Os golos leoninos foram apontados por Yannick Djaló (68 e 84 minutos), Liedson (76 minutos), Derlei (79 minutos) e Vukcevic (aos 93 minutos). Do lado encarnado Rui Costa (19 minutos), Nuno Gomes (31 minutos) e Cristián Rodriguez (82 minutos) apontaram os golos deste jogo. Todos os derbies deveriam ser assim!

No inicio do jogo o Benfica foi sempre mais perigoso. Aos 19 minutos, combinação entre Rui Costa e Di Maria, com o internacional português a surgir isolado na área e a rematar com a bola a passar por entre as pernas de Rui Patrício. Aos 31 minutos, Rui Costa viu muito bem a desmarcação de Léo pelo lado esquerdo, e o brasileiro cruza para a área onde Nuno Gomes, aproveitando as dificuldades físicas de Grimi, cabeceia para o fundo da baliza do Sporting
.

P
ode-se dizer que o Sporting acabou a primeira parte melhor do que o Benfica, mas os encarnados já tinham uma vantagem de dois golos.

O Sporting entrou completamente transformado para segunda parte, Aos 61 minutos um grande remate de João Moutinho, uma grande defesa de Quim e bola na trave.
Aos 68 minutos, Vukcevic a conseguir passar pelo recém entrado Sepsi, e a cruzar para o desvio de Djaló. Aos 76 minutos, João Moutinho que cruzou para Liedson, que de primeira, remata para dentro da baliza de Quim. Aos 79 minutos Izmailov a efectuar uma excelente jogada, na esquerda, e serviu Derlei que não teve dificuldade em empurrar a bola para o fundo da baliza.

Aos 82 minutos, Cristián Rodriguez disferiu um remate forte à entrada da área e bateu Rui Patrício, devolvendo o empate à partida. Aos 84 minutos Yannick Djaló recebe a bola a trinta metros da baliza, e lança uma autêntica bomba que só parou nas redes da baliza de Quim. Aos 93 minutos, com Simon Vukcevic efectuar um remate de primeira após um centro de Miguel Veloso e a bater um desesperado Quim.

O Benfica esteve muito bem na primeira parte e chegou ao intervalo a vencer por 2-0, mas na segunda parte esteve muito mal, muito por culpa do Sporting que conseguiu virar a meia-final e venceu o encontro por 5-3.

O Sporitng vai agora defrontar o FC Porto na final do Jamor que se vai realizar no dia 18 de Maio.

publicado por desporto-global às 17:54
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Março de 2008

Taça de Portugal: Sorteio Meia Final


Depois do Derby de ontem, o sorteio das Meias de Final da Taça de Portugal ditou que iria haver outro no dia 16 de Abril. Na outra meia final V. Setubal receberá o F.C. Porto na cidade do Sado.


Os jogos estão agendados para o dia 16 de Abril de 2008.


Meia Final


Sporting - Benfica


V. Setúbal - F.C. Porto

publicado por desporto-global às 17:48
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Fevereiro de 2008

Taça de Portugal: Sorteio Quartos de Final

O sorteio dos Quartos de Final da Taça de Portugal ditou que os 3 grandes não se iriam defrontar e que jogariam todos em casa.


Os jogos estão agendados para o dia 27 de Fevereiro de 2008.


Quartos de Final


Sporting - E. Amadora

F.C. Porto - Gil Vicente

Benfica - Moreirense

Naval - V. Setúbal

publicado por desporto-global às 12:16
link do post | comentar | favorito

Taça de Portugal: Três "Grandes" qualificam-se

Após os jogos dos Oitavos de Final, ficamos a conhecer as 8 equipas apuradas para os quartos-de-final da Taça de Portugal. Da bwin Liga temos o isento Estrela da Amadora, Sporting, FC Porto, V. Setúbal, Naval e Benfica, da Liga Vitalis o Gil Vicente e o Moreirense da II B. Jogos escaldantes durante esta eliminatória como por exemplo o Vitória de Setúbal a vencer o de Guimarães apenas nas grandes penalidades, e com Gil Vicente e Naval a apenas conseguirem a vitória no prolongamento.


publicado por desporto-global às 12:12
link do post | comentar | favorito


links







subscrever feeds

blogs SAPO