mais sobre mim

recentes

Sporting conquista Supert...

ESPANHA é campeã da EUROP...

Taça de Portugal: Final

arquivos

pesquisar

 

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30



Google






tags

todas as tags







Quarta-feira, 20 de Agosto de 2008

Sporting conquista Supertaça

Supertaça Cândido de Oliveira

 

O Sporting venceu pela segunda temporada consecutiva a Supertaça Cândido de Oliveira, confirmando a superioridade em jogos desta competição diante do FC Porto. Djaló bisou na partida e fez o resultado final do encontro, num jogo em que nenhuma das equipas realizou uma boa exibição e em que a eficácia sportinguista decidiu a entrega do troféu.

Sporting e FC Porto apresentaram-se no Estádio do Algarve desfalcados de algumas das suas peças mais influentes, e iniciaram a partida com esquemas distintos. Os leões, em 4x4x2, apresentaram Rui Patrício na baliza, atrás de um quarteto defensivo composto por Abel, Polga, Tonel e Caneira, o meio campo alinhou com Moutinho, Rochemback, Izmailov e Romagnoli e o ataque esteve entregue a Djaló e Derlei. Nos dragões Hélton foi titular, Sapunaru, B. Alves, Pedro Emanuel e Benitéz formaram a defesa, o meio campo foi composto por Meireles, Guarin e Lucho, e as despesas do ataque estavam entregues a Rodríguez, Lisandro e Farías.

O Sporting começou melhor o jogo e apesar de não criar situações de golo era a equipa com maior qualidade na troca de bola. No entanto os campeões nacionais foram equilibrando a partida e aos poucos iam ameaçando Rui Patrício com algumas situações de perigo, com destaque para um grande remate de Lucho González ao poste esquerdo da baliza adversária aos 32 minutos. Ambas as equipas procuravam chegar ao golo e o encontro estava aberto, com Djaló e Derlei a colocarem em sentido a defensiva portista através de boas desmarcações, enquanto do lado contrário Lucho e Rodriguéz eram as peças em melhor nível.

Já perto dos 45 minutos, uma boa jogada pela esquerda por parte do Sporting deu o primeiro golo. Romagnoli combina com Abel e desmarca Djaló que beneficiando de um ressalto em Benitéz, recebeu a bola dentro da área e rematou para o fundo das redes de Hélton. Apesar do equilíbrio registado durante grande parte da primeira parte, foi a eficácia do jovem avançado do Sporting a definir o marcador ao intervalo.

A segunda metade começou com o FC Porto a tentar reagir à desvantagem, com um maior pendor ofensivo e aos 56 minutos Farías deu lugar a Hulk, com Jesualdo Ferreira a procurar tirar partido da criatividade o do atacante brasileiro. No entanto logo no minuto seguinte, depois de mais uma jogada em que beneficiou de alguns ressaltos de bola, Djálo surgiu isolado frente a Hélton e fez o 2-0, resultado muito penalizador para a formação portista.

O FC Porto continuou na procura do seu primeiro golo e o Sporting adoptou uma toada de maior contra-ataque, e Lucho González teve mesmo nos pés uma grande oportunidade para reduzir o marcador aos 72 minutos, mas falhou uma grande penalidade assinalada por Carlos Xistra depois de uma mão na bola de Caneira dentro da área. Rui Patrício defendeu o remate rasteiro do capitão portista, e a manutenção do resultado funcionou como um duro golpe na ambição dos jogadores do FC Porto. Os dragões não mais foram capazes de jogar com a cabeça e a vitória do Sporting foi então um dado praticamente adquirido.

Está entregue o primeiro troféu oficial da temporada 2008/09, e mais uma vez o Sporting inicia a época da melhor forma, derrotando o campeão nacional.

 

 

Fonte: zerozero

publicado por desporto-global às 16:22
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

ESPANHA é campeã da EUROPA!

 

Ganhou o futebol espectáculo ao futebol cauteloso e cinzento.


Um golo bastou para garantir a vitória diante da Alemanha, que não conseguiu voltar a ser feliz e rendeu-se ao melhor futebol da Espanha. 44 Anos depois os espanhóis são campeões europeus numa prova em que foram sempre dominadores desde a fase de grupos até aos 3 jogos finais.


A Alemanha entrou melhor no jogo controlando as operações nos 15 minutos iniciais. A partir desse momento foi a Espanha que tomou as rédeas do jogo. Xavi, Iniesta e Fabregas formavam um meio-campo de sonho, acreditando no ponta-de-lança Fernando Torres. O jogador do Liverpool esteve mesmo em destaque ao enviar uma bola ao ferro num excelente cabeceamento que tinha deixado Lehmann batido.


Aos 33 minutos, surgiu o golo espanhol que ditou o rumo do jogo. Xavi fez uma desmarcação para Torres, o avançado deu um ligeiro toque na bola e tentou correr pelo outro lado. O lance parecia controlado por Lahm e pela saída de Lehmann e eis que a força e querer de Torres fez com que se antecipasse a ambos e desviasse com sucesso a bola para a baliza deserta.


Os espanhóis ganharam ainda mais calma e passaram a tomar conta das operações. Apenas perto dos 10 minutos da segunda parte os alemães incomodaram Casillas com os mesmos cruzamentos traiçoeiros que tinham resultado diante de Portugal e da Turquia. A partir dos 65 minutos, a Espanha tomou conta do jogo em definitivo e teve mesmo diversas oportunidades para fazer o golo. Lehmann travou um excelente cabeceamento de Sérgio Ramos e Iniesta obrigou Frings a mostrar serviço e a desviar a bola em cima da baliza.


A Espanha é um justo vencedor do Euro 2008, após ter conseguido várias vitórias convincentes e mostrado excelente futebol, ganhou a campeã do Mundo (Itália) e a campeã da Europa (Grécia). A dupla de avançados com Fernando Torres e David Villa fez história, com o último a ser mesmo o melhor da prova. No meio campo, Iniesta, Xavi e Fabregas mostraram muita qualidade e irão certamente ser lembrados pelas suas excelentes exibições, Senna a força e pulmão deste meio campo fenomenal, Iker Casillas talvez (para mim é) o melhor guarda-redes do momento.


O «Euro» chega ao fim em clima de festa espanhola que teve de esperar 44 anos para voltar a erguer o troféu de campeão europeu.

publicado por desporto-global às 16:20
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

Taça de Portugal: Final

  Final

 

Vs


O Sporting conquistou a Taça de Portugal pelo segundo ano consecutivo ao derrotar o FC Porto por 2-0, com os golos a serem apontados por Rodrigo Tiuí aos 111 e 117 minutos.

O Sporting iniciou mais pressionante e melhor conseguindo criar, nos primeiros cinco minutos, duas situações de perigo para a baliza de Nuno, com destaque para o lance em que Derlei surge isolado e Nuno realiza uma excelente defesa. O FC Porto começou o jogo muito lento e com os seus jogadores a demonstrar algum individualismo.

À passagem do primeiro quarto de hora mais uma grande oportunidade para o Sporting, e outra vez por Derlei, que surge isolado frente a Nuno mas o guardião portista consegue efectuar mais uma grande defesa. Até agora o Sporting tinha 5 remates à baliza contra nenhum dos campeões nacionais.


Só aos 26 minutos surge o primeiro remate à baliza por parte do FC Porto, com Lisandro a cabecear para a baliza leonina, depois de um bom cruzamento de Ricardo Quaresma do lado direito.


Este lance parece ter espevitado um pouco os jogadores do FC Porto, que começaram a mostrar querer dominar as operações no meio-campo. Aos 34 minutos Mariano Gonzalez efectua uma grande arrancada, passando por alguns jogadores contrários, e desmarca Lisandro Lopez, que à saída de Rui Patrício, não consegue bater o guardião leonino.


Aos 39 minutos o Sporting chegava ao golo por intermédio de Romagnoli, mas o lance foi prontamente anulado pelo árbitro assistente por fora de jogo do jogador leonino, num lance que deixou grandes dúvidas.

 
Para a segunda parte o FC Porto entrou melhor e começou desde logo a comandar as operações no meio-campo, com o Sporting manter a pressão e nunca deixou de chegar com relativo perigo à baliza de Nuno Espírito Santo. Porém o jogo ia entrando numa toada morna, com as equipas a cada vez arriscarem menos no ataque.


Aos 70 minutos uma sequência de lances que podem ter tido influência no resto da partida. Primeiro, Lisandro entra na grande área leonina e quando Tonel chega para fazer a dobra, o argentino cai na área, ficando os jogadores portistas a reclamarem uma grande penalidade, mas não houve falta nenhuma. Na sequência da jogada, João Moutinho comandava um contra-ataque e João Paulo tem uma entrada a pés juntos sobre o médio leonino, que o árbitro sancionou com o cartão vermelho para o defesa azul e branco.

A partir deste momento, com o Sporting a não conseguir tirar dividendos do facto de alinhar com mais um jogador, não houve nenhuma oportunidade de golo, nem mesmo lances de perigo, e chegou-se ao final dos noventa minutos regulamentares.

A primeira parte do prolongamento começou logo com uma jogada de perigo por parte do Sporting, com a bola a entrar mesmo na baliza do FC Porto, mas o árbitro já tinha interrompido o jogo por jogo perigoso de Derlei que ao tentar um pontapé de bicicleta, atingiu na face Pedro Emanuel.


O Sporting ia, sem dificuldades, jogando sistematicamente perto da área do FC Porto, mas sentia grandes dificuldades para entrar no último reduto portista. Aos 110 minutos, Rodrigo Tiuí aproveitou um erro de um jogador contrário e rematou à entrada da área, a bola passou a centímetros do poste esquerdo da baliza de Nuno.


Aos 110 minutos de jogo surge o golo do Sporting apontado por Rodrigo Tiuí, que depois de rematar a bola esta embate em Pedro Emanuel, trai o guarda-redes do FC Porto batendo na trave e entra na baliza portista.

Com o golo sofrido o FC Porto arriscou tudo para chegar à igualdade, e Bruno Alves foi-se colocar como ponta-de-lança. E foi com Bruno Alves na frente do ataque, que o Sporting chegou ao segundo golo outra vez por intermédio de Rodrigo Tiuí que aproveita um corte incompleto de Lino, para efectuar um pontapé de bicicleta bater Nuno pela segunda vez.

O jogo chegava ao fim com o Sporting a conseguir conquistar a Taça de Portugal pelo segundo ano consecutivo, não permitindo ao FC Porto juntar ao título a conquista da Taça de Portugal. 

publicado por desporto-global às 19:33
link do post | comentar | favorito


links







subscrever feeds

blogs SAPO