mais sobre mim

recentes

A primeira corrida de 200...

L. Campeões: FC Porto gan...

L. Campeões: Sporting per...

UEFA: Sorteio dos Quartos...

L. Campeões: Sorteio da F...

Liga Sagres: Comentário a...

Pequim 2008: Nélson Évora...

Pequim 2008: Vanessa Fern...

Sporting conquista Supert...

Pequim 2008: Delegação Po...

arquivos

pesquisar

 

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30



Google






tags

todas as tags







Quarta-feira, 20 de Agosto de 2008

Sporting conquista Supertaça

Supertaça Cândido de Oliveira

 

O Sporting venceu pela segunda temporada consecutiva a Supertaça Cândido de Oliveira, confirmando a superioridade em jogos desta competição diante do FC Porto. Djaló bisou na partida e fez o resultado final do encontro, num jogo em que nenhuma das equipas realizou uma boa exibição e em que a eficácia sportinguista decidiu a entrega do troféu.

Sporting e FC Porto apresentaram-se no Estádio do Algarve desfalcados de algumas das suas peças mais influentes, e iniciaram a partida com esquemas distintos. Os leões, em 4x4x2, apresentaram Rui Patrício na baliza, atrás de um quarteto defensivo composto por Abel, Polga, Tonel e Caneira, o meio campo alinhou com Moutinho, Rochemback, Izmailov e Romagnoli e o ataque esteve entregue a Djaló e Derlei. Nos dragões Hélton foi titular, Sapunaru, B. Alves, Pedro Emanuel e Benitéz formaram a defesa, o meio campo foi composto por Meireles, Guarin e Lucho, e as despesas do ataque estavam entregues a Rodríguez, Lisandro e Farías.

O Sporting começou melhor o jogo e apesar de não criar situações de golo era a equipa com maior qualidade na troca de bola. No entanto os campeões nacionais foram equilibrando a partida e aos poucos iam ameaçando Rui Patrício com algumas situações de perigo, com destaque para um grande remate de Lucho González ao poste esquerdo da baliza adversária aos 32 minutos. Ambas as equipas procuravam chegar ao golo e o encontro estava aberto, com Djaló e Derlei a colocarem em sentido a defensiva portista através de boas desmarcações, enquanto do lado contrário Lucho e Rodriguéz eram as peças em melhor nível.

Já perto dos 45 minutos, uma boa jogada pela esquerda por parte do Sporting deu o primeiro golo. Romagnoli combina com Abel e desmarca Djaló que beneficiando de um ressalto em Benitéz, recebeu a bola dentro da área e rematou para o fundo das redes de Hélton. Apesar do equilíbrio registado durante grande parte da primeira parte, foi a eficácia do jovem avançado do Sporting a definir o marcador ao intervalo.

A segunda metade começou com o FC Porto a tentar reagir à desvantagem, com um maior pendor ofensivo e aos 56 minutos Farías deu lugar a Hulk, com Jesualdo Ferreira a procurar tirar partido da criatividade o do atacante brasileiro. No entanto logo no minuto seguinte, depois de mais uma jogada em que beneficiou de alguns ressaltos de bola, Djálo surgiu isolado frente a Hélton e fez o 2-0, resultado muito penalizador para a formação portista.

O FC Porto continuou na procura do seu primeiro golo e o Sporting adoptou uma toada de maior contra-ataque, e Lucho González teve mesmo nos pés uma grande oportunidade para reduzir o marcador aos 72 minutos, mas falhou uma grande penalidade assinalada por Carlos Xistra depois de uma mão na bola de Caneira dentro da área. Rui Patrício defendeu o remate rasteiro do capitão portista, e a manutenção do resultado funcionou como um duro golpe na ambição dos jogadores do FC Porto. Os dragões não mais foram capazes de jogar com a cabeça e a vitória do Sporting foi então um dado praticamente adquirido.

Está entregue o primeiro troféu oficial da temporada 2008/09, e mais uma vez o Sporting inicia a época da melhor forma, derrotando o campeão nacional.

 

 

Fonte: zerozero

publicado por desporto-global às 16:22
link do post | comentar | favorito


links







subscrever feeds

blogs SAPO