mais sobre mim

recentes

A primeira corrida de 200...

L. Campeões: FC Porto gan...

L. Campeões: Sporting per...

UEFA: Sorteio dos Quartos...

L. Campeões: Sorteio da F...

Liga Sagres: Comentário a...

Pequim 2008: Nélson Évora...

Pequim 2008: Vanessa Fern...

Sporting conquista Supert...

Pequim 2008: Delegação Po...

arquivos

pesquisar

 

Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30



Google






tags

todas as tags







Sexta-feira, 23 de Maio de 2008

Taça de Portugal: Final

  Final

 

Vs


O Sporting conquistou a Taça de Portugal pelo segundo ano consecutivo ao derrotar o FC Porto por 2-0, com os golos a serem apontados por Rodrigo Tiuí aos 111 e 117 minutos.

O Sporting iniciou mais pressionante e melhor conseguindo criar, nos primeiros cinco minutos, duas situações de perigo para a baliza de Nuno, com destaque para o lance em que Derlei surge isolado e Nuno realiza uma excelente defesa. O FC Porto começou o jogo muito lento e com os seus jogadores a demonstrar algum individualismo.

À passagem do primeiro quarto de hora mais uma grande oportunidade para o Sporting, e outra vez por Derlei, que surge isolado frente a Nuno mas o guardião portista consegue efectuar mais uma grande defesa. Até agora o Sporting tinha 5 remates à baliza contra nenhum dos campeões nacionais.


Só aos 26 minutos surge o primeiro remate à baliza por parte do FC Porto, com Lisandro a cabecear para a baliza leonina, depois de um bom cruzamento de Ricardo Quaresma do lado direito.


Este lance parece ter espevitado um pouco os jogadores do FC Porto, que começaram a mostrar querer dominar as operações no meio-campo. Aos 34 minutos Mariano Gonzalez efectua uma grande arrancada, passando por alguns jogadores contrários, e desmarca Lisandro Lopez, que à saída de Rui Patrício, não consegue bater o guardião leonino.


Aos 39 minutos o Sporting chegava ao golo por intermédio de Romagnoli, mas o lance foi prontamente anulado pelo árbitro assistente por fora de jogo do jogador leonino, num lance que deixou grandes dúvidas.

 
Para a segunda parte o FC Porto entrou melhor e começou desde logo a comandar as operações no meio-campo, com o Sporting manter a pressão e nunca deixou de chegar com relativo perigo à baliza de Nuno Espírito Santo. Porém o jogo ia entrando numa toada morna, com as equipas a cada vez arriscarem menos no ataque.


Aos 70 minutos uma sequência de lances que podem ter tido influência no resto da partida. Primeiro, Lisandro entra na grande área leonina e quando Tonel chega para fazer a dobra, o argentino cai na área, ficando os jogadores portistas a reclamarem uma grande penalidade, mas não houve falta nenhuma. Na sequência da jogada, João Moutinho comandava um contra-ataque e João Paulo tem uma entrada a pés juntos sobre o médio leonino, que o árbitro sancionou com o cartão vermelho para o defesa azul e branco.

A partir deste momento, com o Sporting a não conseguir tirar dividendos do facto de alinhar com mais um jogador, não houve nenhuma oportunidade de golo, nem mesmo lances de perigo, e chegou-se ao final dos noventa minutos regulamentares.

A primeira parte do prolongamento começou logo com uma jogada de perigo por parte do Sporting, com a bola a entrar mesmo na baliza do FC Porto, mas o árbitro já tinha interrompido o jogo por jogo perigoso de Derlei que ao tentar um pontapé de bicicleta, atingiu na face Pedro Emanuel.


O Sporting ia, sem dificuldades, jogando sistematicamente perto da área do FC Porto, mas sentia grandes dificuldades para entrar no último reduto portista. Aos 110 minutos, Rodrigo Tiuí aproveitou um erro de um jogador contrário e rematou à entrada da área, a bola passou a centímetros do poste esquerdo da baliza de Nuno.


Aos 110 minutos de jogo surge o golo do Sporting apontado por Rodrigo Tiuí, que depois de rematar a bola esta embate em Pedro Emanuel, trai o guarda-redes do FC Porto batendo na trave e entra na baliza portista.

Com o golo sofrido o FC Porto arriscou tudo para chegar à igualdade, e Bruno Alves foi-se colocar como ponta-de-lança. E foi com Bruno Alves na frente do ataque, que o Sporting chegou ao segundo golo outra vez por intermédio de Rodrigo Tiuí que aproveita um corte incompleto de Lino, para efectuar um pontapé de bicicleta bater Nuno pela segunda vez.

O jogo chegava ao fim com o Sporting a conseguir conquistar a Taça de Portugal pelo segundo ano consecutivo, não permitindo ao FC Porto juntar ao título a conquista da Taça de Portugal. 

publicado por desporto-global às 19:33
link do post | comentar | favorito


links







subscrever feeds

blogs SAPO